Planos PAC e PAMES, do IPE Saúde, sofrem reajuste

0
135

Os Planos de Assistência Médica Complementar (PAC), que oferecem assistência médica a algumas classes de dependentes, pensionistas e netos de servidores públicos do Estado e o de Assistência Médica Suplementar (Pames), que prevê internação hospitalar privativa, entre outros benefícios, tiveram reajustes de 7,45% e 7,64%, respectivamente. Os valores estão valendo desde o dia 1º de junho, conforme portaria 12/2019, publicada no Diário Oficial do Estado. O reajuste atinge cerca de 17% do total de beneficiários.  Já o plano dos Servidores Estaduais, que representa 60,36% dos usuários, não teve reajuste e continua o desconto de 3,1%, mais o percentual pago pelo Estado.

De acordo com o Instituto, o reajuste é feito através do cálculo atuarial, que leva em conta critérios como idade dos beneficiários, por exemplo, e sinistralidade (utilização do plano). O IPE Saúde possui 1.004.241 beneficiários. 

Ainda segundo o Instituto, os índices ficaram acima da inflação oficial, que nos últimos 12 meses ficou em 3,22%, mas abaixo da inflação do setor de saúde, que ficou em 7,99%.

Para o SIMPE-RS, a defesa do IPE Saúde sempre foi uma de suas bandeiras de luta, pelo que representa na qualidade de vida do trabalhadores em relação a segurança quanto ao atendimento na saúde. Por isso, tem defendido intransigentemente a sua manutenção e gestão responsável.

A entidade também lembra, que buscando melhorar este atendimento, oferece o plano Saúde PAS, que agrega serviços ao IPE e, entre outras opções, UNIMED, em parceria com o Sindicato dos Engenheiros do RS, de forma que os servidores possam garantir um plano de saúde dentro da sua necessidade e realidade financeira.

Assessoria de Comunicação

20/08/2019 13:21:24

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here