SIMPE-RS apresenta sugestões à Administração em prol da saúde dos servidores

0
997

Na tarde de terça-feira, 15, parte da diretoria do SIMPE-RS participou de reunião com a Subprocuradora-Geral de Justiça de Gestão Estratégica, Ana Cristina Petrucci. A reunião aconteceu para o Sindicato apresentar os resultados da Pesquisa Fatores Psicossociais no Trabalho e Saúde no MPRS.

O encontro, realizado nas Torres, tinha como objetivo buscar alternativas conjuntas para a questão do Assédio e debater as propostas (Confira abaixo) do Sindicato oriundas da Pesquisa. Participaram, além da Dra. Petrucci, as representantes do Núcleo Biomédico Maria Luiza Costa, coordenadora, e Larissa Ullrich, psicóloga do MPRS. A professora e coordenadora do grupo pesquisador, Dra. Janine Monteiro, conduziu a apresentação dos resultados. 

A direção do SIMPE já reuniu com o Subprocurador Geral para Assuntos Administrativos, Dr. Ben Hur Biancon Junior, no dia 04/12, para começar um diálogo com a Administração sobre o tema. “Depois da reunião com o Dr. Ben Hur, começamos a elaborar alternativas. Para apresentar nossas propostas aconteceu o encontro com a Dra. Petrucci”, afirmou o presidente Jodar Prates. 

A Dra. Petrucci ressaltou na reunião a existência de uma Ouvidoria e a Divisão de Gestão de Pessoas, que são as instâncias para tratar de casos referentes ao ambiente e condições de trabalho dos servidores. O sindicato, segunda ela, deve ser o mediador entre os servidores e estas instâncias da Administração. Ainda, para a Subprocuradora, o MP é uma instituição muito hierarquizada. “Temos uma longa caminhada para tornar o MP uma instituição mais democrática e participativa. É necessário este movimento, pois as instituições modernas são mais horizontais”, afirmou ela.

Na visão de Sandra Zembrzuski, vice-presidente do SIMPE, “o assunto precisa ser tratado de maneira rápida e eficiente. Não é possível termos aumento nos casos de desrespeito e Assédio aos servidores e servidoras do MP”, disse ela.

A partir dos dados a equipe de pesquisadores e o Sindicato fizeram algumas sugestões para a Administração:

Prevenção primária:
● Fortalecer os fatores positivos destacados nos resultados da pesquisa.
● Estabelecer uma política prevenção e combate aos Riscos Psicossociais, incluindo o Assédio Moral.
● Elaborar e implementar um código
de conduta que aborde as questões levantadas.
● Sensibilizar sobre o fenômeno do Assédio Moral, promovendo seminários e eventos sobre AM e sobre temas relacionados à promoção de relações saudáveis, tais como cooperação e respeito, para todos os níveis hierárquicos.
● Implementar uma cultura de gestão mais participativa, com fortalecimento de canais de diálogo.

Prevenção secundária:
● Reconhecer os problemas identificados na pesquisa, relacionados aos riscos psicossociais e aos altos índices de violência e Assédio Moral no coletivo investigado.
● Implantar canais de comunicação para apuração de situações e atendimento (ouvidoria, por exemplo).
● Capacitar uma equipe, instituir ou estabelecer parceria com equipe de profissionais de saúde do trabalhador (psicólogos, médicos, entre outros), visando a promoção da saúde mental. Comunicação para órgãos competentes (tais como, Sindicato, CIPA e Ministério Público do Trabalho).

Prevenção terciária:
● Avaliar os fatores psicossociais no trabalho de forma mais sistemática visando implantar uma Gestão mais participativa da organização do trabalho e a prevenção do adoecimento dos trabalhadores.
● Implantar plano de carreira.

Os dados da pesquisa

44,4% dos servidores diz ter sofrido Assédio Moral em ambiente de trabalho e 44% afirma ter sofrido violência psicológica. Números alarmantes, que demonstram a necessidade de que o tema Assédio Moral seja enfrentado.

O estudo demonstra ainda que 19,5% dos Assédios foram cometidos por superiores hierárquicos. 20,2% diz que o Assédio foi contra si e seus colegas e 51,3% observou/testemunhou alguma situação de Assédio. Foram entrevistados 302 servidores ativos e estagiários, sendo 45% homens e 55% mulheres.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here